9

Normalmente nós não precisamos de um antónimo de póstumo. Quando alguém nos fala do filho ou livro de fulano, nós entendemos por omissão que o fulano teve o filho e publicou o livro quando era ainda vivo. Mas imaginemos o seguinte diálogo:

Cliente: «Bom dia, procuro aquele livro de Machado de Assis, as Memórias de Brás Cubas.

Livreiro: «Bom dia, quer dizer as Memórias Póstumas de Brás Cubas?

Cliente: «Isso, até porque, creio, não existem quaisquer Memórias __________ de Brás Cubas.

Qual seria um bom antónimo de póstumo para preencher o espaço?

Tenho a pergunta paralela no SE English Language & Usage.

4
  • «Contemporâneas» quase dava.
    – ANeves
    Jan 7, 2016 at 9:39
  • @ANeves Anda lá perto. Não sei se não servirá.
    – Jacinto
    Jan 7, 2016 at 11:47
  • 1
    Como é de qualquer forma uma brincadeira, eu diria "até por que não existem as memórias 'prétumas' de Brás Cubas"... Aug 2, 2016 at 11:18
  • @Luis E que tal ântumas. Já houve quem usasse, em português, e os franceses já usam anthume há muito tempo. Até porque, no latim, o t de póstumo é de post. Ao substituíres post por pre, o t vai-se. Mesmo sendo brincadeira, há que primar pelo rigor.
    – Jacinto
    Aug 2, 2016 at 13:06

3 Answers 3

9

«Em vida»:

par=ext18785-clt-96a-2: Que peso deve ter uma vontade expressa pelo doente em vida, por vezes anos antes ?
par=ext35432-soc-95a-2: Outros casos há mesmo entre nós -- Almada, por exemplo, deu em vida o nome de Romeu Correia a uma rua --, mas são excepções .

Algum contexto para a segunda: os topónimos são geralmente atribuídos postumamente.

Nestes exemplos, em vida tem valor de advérbio. Mas também podemos encontrar exemplos como locução adjetiva:

par=ext444243-clt-soc-95b-1: A consagração em vida de um dos últimos «monstros sagrados» do jazz é coisa rara.
par=ext743784-soc-95b-1: Um distinção em vida que a autarquia concedeu ainda ao industrial local Joaquim Moreira Pinto e ao médico Manuel Campos Pereira.

9
  • 2
    Tou a pensar se «em vida» é realmente um antónimo de «póstumo» ou só de «postumamente». «Memórias em vida de Brás Cubas» não me soa lá muito bem. E nos exemplos que encontraste, teria que ser «vontade expressa postumamente» e «deu postumamente».
    – Jacinto
    Jan 8, 2016 at 13:48
  • 1
    @Jacinto Adicionei mais uns exemplos que talvez te sosseguem.
    – Artefacto
    Jan 8, 2016 at 14:08
  • @Artefacto, que tipo de referência é esta: par=ext18785-clt-96a-2?
    – felipe.zkn
    Jan 8, 2016 at 14:26
  • 1
    @felipe.zkn É a entrada do CETEMPúblico. Neste caso alguma coisa na secção de cultura de uma edição de 96.
    – Artefacto
    Jan 8, 2016 at 15:36
  • 2
    @JorgeB. Sei disso, obrigado. Provavelmente, em vida é o melhor que há, a não ser que aceites o neologismo, pouco usado ainda, ântumo. Mas eu não usaria em vida em muitos contextos, como conheci o filho em vida do João. Daí a relutância.
    – Jacinto
    Aug 1, 2016 at 20:05
0

Póstumo não oferece, em português, um antônimo específico. Basta verificar os dicionários especializados ou que apresentem tópicos de antonímia. Sob o pressuposto de que o verbete "póstumo" refira-se ao que se passa após a morte do indivíduo, seu antagônico semântico terá necessariamente de abordar o estado anterior à vida, tais como os vocábulos prematuro, imaturo, antenatal ou pré-natal, precedente e pregresso. Nesse aspecto, igualmente, não se pode admitir como antípoda de "póstumo" a menção a "memórias em vida", por implicar redundância resultante da constatação de que o exercício da memorização é atividade inerente à existência, na medida que o ato de memorizar ou registrar memórias só é possível no curso da vida. O que não se confunde com o ato de sua publicação ou difusão, possível "post mortem". Assim, salvo melhor juízo, contrapor-se-iam à expressão "memórias póstumas" as locuções, ou equivalentes, "memórias prematuras", "memórias imaturas", "memórias abortadas", "memórias antecedentes", "memórias fetais", "memórias anteconcepcionais (ou anticoncepcionais, conforme o caso)", memórias preexistentes", "memórias pré-natais" e por aí se vai.

1
  • 4
    Isto parece resposta de advogado: creio que fica claro logo no primeiro parágrafo da pergunta que com antónimo de póstumo eu quero dizer 'referente a antes da morte'. E tu foste o primeiro, aqui ou na minha pergunta aqui no ELL, a intepretar como 'referente a antes do nascimento'. E nem sequer é uma interpretação razoável, Póstumo é posterior ao momento em que a pessoa morreu; o antónimo é anterior a esse momento. Do mesmo modo o antónimo de pós-guerra não é pré-paz; e o antónimo de pós-casamento não é pré-divórcio
    – Jacinto
    Aug 1, 2016 at 23:29
-2

Ântumo, por tradução do francês anthume.

2
  • 5
    Bem vindo Felix. Podes colocar alguma referência à esta palavra? Algum link de dicionário online, por exemplo?
    – gmauch
    May 4, 2017 at 0:18
  • 3
    Felix, secundando o @gmauch, a informação que dás na tua resposta já se encontrava nos comentários à pergunta e à outra resposta. Mas tu podes fazer disto uma boa resposta se incluíres links para demonstrar a existência de anthume, e até mesmo o uso de ântumo em português, que já se encontra também. Se buscares nos Google encontras ambos.
    – Jacinto
    May 4, 2017 at 10:34

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service and acknowledge you have read our privacy policy.

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.