4

Em uma conversa com minha noiva, entramos em um debate interessante, de onde surgiu a expressão "Velho Ditado", a origem seria apenas conceitual ou houve um acontecimento histórico que deu origem a essa expressão? Ou uma modificação temporal da frase "Velho Deitado"?

3
  • "Velho ditado" como em "velho provérbio"?
    – Jacinto
    Jan 3 '16 at 14:31
  • Sim @Jacinto, não tinha pensado em "provérbio", mas seria como.
    – David
    Jan 3 '16 at 14:40
  • 1
    Vi um trocadilho com essas duas expressões num gibi do Chico Bento. Jan 5 '16 at 14:48
6

Ditado não tem que ver com deitado, mas sim com ditar no sentido de prescrever ou de dizer em voz alta para que se escreva. Veja-se ditado no Aulete digital:

Substantivo masculino 1. Ação de ditar algo para que outro escreva. 2. O texto que se dita; a escrita feita por ditado (1). 3. Frase popular cujo conteúdo encerra um ensinamento; PROVÉRBIO Adjetivo 4. Lido ou dito em voz alta para ser escrito 5. Que é prescrito: regras ditadas pelo Ministério da Saúde. 6. Sugerido ou inspirado por alguém ou por algo.: normas ditadas pelo bom-senso. [F.: Do lat. dictatum.]

A significado relevante em velho ditado é o (3), «frase popular cujo conteúdo encerra ensinamento,» e está associado também ao significado (5) de coisa prescrita, pois um ditado encerra normalmente um conselho. A palavra velho é aqui apenas um adjetivo: o ditado é velho, antigo. Possivelmente adjetiva-se assim o ditado porque as pessoas dão valor à sabedoria antiga.

Ditado, tirando o significado de provérbio, é hoje imediatamente associado a exercício escolar. Mas no século XVI tinha um sentido mais vasto. Nesta passagem é apenas uma frase que alguém queria que escrevessem na sua sepultura, o que hoje chamaríamos epitáfio (por significa para, quë é quem):

Sobre minha ssepoltura depoys de sser enterrado se ponha este ditado por sse ver minha ventura. Aquy jaz o mays leal macho rruço que naçeo a quy jaz quë nam comeo a sseu dono hû soo rreal. (Garcia de Resende, Cancioneiro Geral, 1516.)

Chamava-se também antigamente ditado ao título com que se apresentava alguém importante:

He gramde senhor, e homem de muita justiça, e de gramdes supitos; e este he seu ditado, Crisnarao macação, rey dos reys, senhor dos senhores mayores da Imdia, senhor dos tres mares e da terra (Chronica dos Reis de Bisnaga, 1500-40.)

Seu ditado nas cartas, em vida d'elrrei dom Fernando, era este: "Dona Lionor pella graça de Santa Maria rrainha de Portugall e do Algarve" (Fernão Lopes, Crónica de D. Fernando, 1434-51.)

As ocorrências mais antigas que consegui encontrar de ditado no sentido que mais nos interessa aqui são do século XVII. Parece que também nessa época se valorizava a antiguidade dos ditados:

É cousa triste viver com todos, e julgar os que vos hão-de julgar, sendo certo, como antigo, aquele costume ou ditado que a justiça todos a querem, ninguém em sua casa e menos em si mesmo. (Francisco Manuel de Melo, Apolo, cerca de 1640.)

Diz um antigo ditado: "Quem não tem marido, não tem amigo". Diz outro: "Quem tem molher, tem o que ha mistér". (Francisco Manuel de Melo, Carta da Guia de Casados, 1650.)

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.