4

É normal perguntar-se a um motorista de autocarro, quando queremos saber se aquele autocarro passa num determinado sítio:

  • Passa ao Palácio [de Cristal]?
  • Passa ao Marquês?
  • Passa aos Aliados?
  • Passa à Rotunda?

Isto é correto? Porquê?
Não seria mais correto dizer "passa no Palácio" ou "passa pelo Palácio"?

Será um regionalismo do norte de Portugal?

7
  • 2
    Mas onde é que isso se diz assim? Eu diria passei no/pelo palácio se entrasse lá dentro; passei junto ao/ao pé do palácio se não chegasse a entrar. – Jacinto Dec 10 '15 at 15:51
  • Uma eilpse? "Passa (em frente) ao Palácio?" – jean Dec 10 '15 at 16:25
  • 1
    Aqui no Brasil, se perguntarem isso, ninguém entende a pergunta. – bfavaretto Dec 10 '15 at 16:35
  • Pode dizer-se passar ao lado/largo/pé (de qualquer coisa), mas isso não tem que ver com passar: está ao lado/largo/pé. Eu também não me lembro de ouvir coisas como passa ao palácio. – Artefacto Dec 10 '15 at 16:36
  • Onde é que se fala dessa forma? Aqui no Brasil dizemos "no", "na", ou "pelo" Ou ainda, com o significado um pouco diferente, "próximo ao", "perto do". – Centaurus Dec 10 '15 at 17:25
5

Está correto, sim senhor. Estou pouco habituado a ouvir, e quando li a pergunta pela primeira vez, senti estranheza. Tenho a desculpa de a primeira versão da pergunta apresentar "passa ao palácio" sem contexto. Mas eis o que diz o Dicionário da Academia das Ciências de Lisboa:

a preposição A Valores semânticos: I. Na expressão de valores locativos, indica: (...) 5 Localização, situação precisa ou aproximada. Ela mora num palacete a São Bento [zona de Lisboa]. Pôs as cadeiras a todo o comprimento da sala.

E eu ou já estou influenciado pela pergunta ou recordo-me mesmo de na minha infância ouvir coisas como:

A camioneta (i.e. o autocarro, i.e. o ônibus) passa à Aldeia Grande?

E encontrei na net construções parecidas, mas só em Portugal:

Passa à Praça do Comércio? [Em Lisboa.]

[A era de ouro da aviação] Ia-se a pé, sobretudo, às vezes no autocarro que passava ao Areeiro [praça de Lisboa, hoje chamada Dr. Sá Carneiro].

[Mãos ao Ar] O [autocarro nº] 50 vai de Algés para a Gare do Oriente. Não passa ao Campo Grande.

[Homilia diária] Da mesma forma é Jesus quem passa à casa da sogra de Pedro, toca nela e a febre desaparece.

[17ª subida do Vale Sameiro, Serra da Estrela] (…) a estrada florestal que passa à Fonte do Burro e Mata do Fragusto.

[Canto Alentejano] Ó Luar da meia noite, não digas à minha amada, que passei à rua dela, às quatro da madrugada.

E ninguém se lembra de Não passes com ela à minha rua? Com letra aqui.

Encontrei passar a em livros antigos, mas significando ir a/para, indicando portanto a preposição a destino, o que é um uso mais habitual. Esta é também um interpretação possível de "é Jesus quem passa à casa da sogra" acima. Poderá estar aqui a origem do passar à rua, etc.:

(...) Infantaria, que não querendo receber o Soldo, amotinada passou ao Sitio da Nazareth, onde elegêo Cabos e Officiais, conservando-se 3 dias sedicioza. (J. C. Feo Cardozo de Castellobranco e Torres, Memória, 1825)

2
  • Ficaria mais contente com exemplos com "ao". "à" pode ser simplesmente erro ortográfico, já que "passa a Praça do Comércio" se diz com "a" aberto devido à contração do "a" final de "passa" com o artigo. – Artefacto Dec 11 '15 at 21:36
  • Encontrei uns exemplos com ao, e uns exemplos antigos interessantes: passar pode no passado ter significado ir a ou ir para, como hoje podemos dizer, já vimos a sala, passemos à cozinha. – Jacinto Dec 12 '15 at 10:31

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.