8

Em Portugal, é muito comum o uso da interjeição caraças (1), e, pelo menos no Rio de Janeiro (não sei se noutros sítios do Brasil), a interjeição caraca (2) tem exactamente o mesmo significado. São sempre empregues de maneira informal.

Exemplos:

  1. Caraças, assustei-me!
  2. Caraca! Essa comida é muito boa!

Existe, dada tal parecença, alguma relação?

O Dicionário Priberam indica uma suposta origem, caraco, que não é muito verossímil.

2 Answers 2

7

O Aulete também diz que a interjeição caraca tem origem em caraco, que é um termo mineiro pejorativo para pessoas de língua espanhola, e que, por sua vez, ainda segundo o Aulete, vem do próprio espanhol carago, ou seja, caralho. Isto é que me surpreendeu. Carago é um termo do norte de Portugal; no dicionário da Real Academia Española aparece, mas com um significado que não tem nada a ver. Terá sido um engano, o termo espanhol é carajo, que é, segundo o dicionário da Academia das Ciências de Lisboa, a origem de carago. Caralho e carajo têm ambas possivelmente origem no latim caraculu, ou pequeno pau.

Seja esta ou não a origem de caraca, eu creio que existe de facto uma relação entre as interjeições caraca, caraças, e carago. Parecem ser todas variantes relativamente aceitáveis de caralho. Como interjeições, são todas, em grande medida, usadas para exprimir a mesma ideia ou sentimento. Uma diferença é que caralho é muito mais grosseiro, e é também a única destas palavras que significa pénis. Também caramba é originalmente uma variação eufemística espanhola de carajo.

A grosseria extrema é provavelmente uma das razões para o aparecimento de alternativas foneticamente parecidas. A pessoa pode dar a entender caralho sem o dizer. Com o tempo, a associação pode até perder-se. Outro exemplo provável disto é fosca-se, fosga-se e fónix em Portugal. Este artigo na Veja também atribui a este fenómeno a origem de caraca, caramba e puxa.

6
  • É curiosa e até engraçada essa origem comum, partilhada pelos diferentes termos. Cacete também pode ser usado assim, mas é um pouco mais grosseiro que os outros.
    – felipe.zkn
    Nov 6, 2015 at 10:56
  • É, estas coisas são fascinantes. Cacete, imagino que seja por associação direta ao pénis, pela forma da coisa. Nas outras é pelo som da palavra. O substantivo caraça vem de cara, mas não vejo outra razão para a interjeição caraças que não a semelhança sonora com caralho.
    – Jacinto
    Nov 6, 2015 at 11:06
  • 2
    É possível, mas isso não justificaria o Aulete escrever carago em vez de carajo. Agora, carago pode ter entrado em Portugal pela Galiza já como carago.
    – Jacinto
    Nov 6, 2015 at 11:32
  • 1
    (Salvo seja... :)
    – ANeves
    Nov 6, 2015 at 17:41
  • 1
    Pois, a língua portuguesa é muito traicoeira.
    – Jacinto
    Nov 6, 2015 at 18:15
5

"caraca" é gíria relativamente recente (ouvi pela primeira vez no Rio de Janeiro em alguma época da década de 90 do século passado). Foi muito usada por adolescentes mas hoje em dia não tanto. É uma interjeição e tem o mesmo significado que "caramba!" (pouco vulgar) ou "caralho!" (muito vulgar) e pode ter tido a sua origem em uma dessas duas palavras. Nunca ouvi a palavra "caraças", interjeição usada em Portugal, e não tenho vivência para afirmar que signifique a mesma coisa que "caraca". Pelos exemplos postados na pergunta, parece que sim.

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.