13

Sendo um visitante no Brasil e um aluno da língua portuguesa, reparei que muita gente me chamava de "bem grande". Ao perguntar e aprender, descobri que tinha o mesmo sentido da palavra "muito".

Porquê?

11

Me parece que este significado é antigo e vem do latim.

De acordo com o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, a palvra "bem" vem do latim "bene".

De acordo com A Latin Dictionary, por Charlton T. Lewis e Charles Short (em inglês), um dos significados da palavra bĕnĕ no latim era:

II. Adv. of intensity, = valde, very, with adjj. and advv.

Quer dizer

Um advérbio de intensidade, equivalente a "valde", significando muito, que pode modificar um adjectivo ou um verbo

Acho que é mais provável que este uso da palavra bem passou do latim para o português.


Acho que seria possível, sempre que uma língua tem uma palavra que significa "boa qualidade", que esta palavra seja utilizada para significar "muita 'quantidade' de uma certa qualidade". Mas não sou linguista.

3

Andei à procura de bem grande, bem pequeno, etc. neste Corpus do Português, e encontrei-os desde que existem textos substanciais em português. Isto dá crédito à sugestão do Dan Getz (ver a resposta dele) que este uso de bem na aceção de muito esteve presente continuamente na evolução do latim ao português. Se por acaso se perdeu, no desenvolvimento do português ou do castelhano, foi readotado bem cedo nas duas línguas. Eis uma passagem da versão portuguesa das Sete Partidas de Afonso X de cerca de 1300:

E por ende deue a enpolha en que see ou esta o olio pera ffazer a crisma deue seer cuberta de pano de sirgo ou de linho bë brãco o mays fremosso que poderë auer.

Em português moderno: E por isso deve a ampola em que é ou está o óleo para fazer a crisma deve ser coberta de pano de seda ou de linho bem branco o mais formoso que poderem haver.

Passagem da Crónica Geral de Espanha compilada em 1344 por Pedro Afonso, conde de Barcelos e filho natural de D. Dinis:

E este rey don Sancho entrou a correr Castella que era del rey dom Afonso, seu sobrinho, e chegou bem perto de Burgos, ca com grande orgulho deu hûa grande cuitelada em hûû ulmo que estava ante a egreja de Sam Joham de Burgos.

Mais uns exemplos:

Antenor diso a el rrey Príamo así: – Señor, as pleitesías que os gregos demãdam et querem son estas: querë que lles dedes d'aquí ata X ãnos, cada ãno çem mil marcos de bõo ouro fino et esquimado, et çem mil marcos de prata bë pesada et bë fina, et çë mill carregas de pam. (Crónica Troiana, 1388.)

"Senhor, bem sabees a rrazom por que eu fui fora d'este rreino no tempo d'elrrei dom Affonsso vosso avoo, seendo vós entom moço bem pequeno, e isso meesmo ho aspero geito que elrrei dom Pedro vosso padre contra mim teve (Fernão Lopes, Crónica de el-rei D. Fernando, c. 1434-51.)

hûa uez em montemor se ordenou tal cousa que se pasara fora bem grande agrauo aos fidalgos contra suas liberdades antigas. (Chartularium Universitatis Portugalensis vol. 3 (1400) 1420-60.)

  • 1
    "Ende" significa mais ou menos o mesmo que o en em francês. Vê o Aulete ou o Priberan ou o DRAE para castelhano. "Enpolha" é provavelmente de facto "ampola" (o Houaiss data ampola de 1330 e regista a variante "empola"; "enpola" aparece com o mesmo significado no mesmo texto). Acho que see é forma do verbo seer no sentido de estar, como descrito aqui. Fica por esclarecer por que deve está repetido. – Artefacto Dec 27 '15 at 3:10
  • @Artefacto Revi a 'tradução'. Também pensei que see pudesse ser uma forma do verbo seer (que aparece logo à frente). Mas fica estranho «ampola em que é ou está o óleo». A repetição do deve é estranha, mas não vejo que outra coisa possa ser. Possivelmente um deslize. – Jacinto Dec 27 '15 at 9:58
  • Adorei a resposa, e obrigado pela pesquisa! – brazilianldsjaguar Dec 28 '15 at 3:02

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.