6

No português existem três palavras que se escrevem quase da mesma forma. São falo (do verbo falar), falo (pénis/pênis, do latim phallus), e fá-lo (do ênclise faz + o). O meu professor disse-me que não usasse fá-lo porque segundo ele, a gente entendê-lo-ia como falo (de phallus) e por isso a gente já só usa fá-lo em textos muito formais e usa o faz na fala, mesmo em Portugal onde a ênclise é mais comum.

Pronunciam-se de forma diferente ou distinguem-se só por contexto? É possível os falantes nativos confundirem uma destas palavras com outra e então as evitarem?

  • 1
    Eu diria que é muito comum mesmo. "Faz-me este trabalho! Fá-lo tu." – Jorge B. Sep 4 '15 at 8:29
  • @Jacinto que alteração fizeste no título? – Jorge B. Sep 4 '15 at 8:35
  • @JorgeB. Estava fa-lo, corrigi para fá-lo. – Jacinto Sep 4 '15 at 8:48
  • @Jacinto Ah por isso é que não aparece nada na edição, eu já tinha editado o título, vê o histórico ;) – Jorge B. Sep 4 '15 at 8:50
  • 1
    @JorgeB. É muito comum?! És muto erudito! A "faz-me este trabalho!" eu tendo a responder "Faz tu, meu grande *****" Estávamos a editar ao mesmo tempo. – Jacinto Sep 4 '15 at 8:52
7

Fá-lo do verbo fazer, falo do verbo falar e o substantivo falo pronunciam-se da mesma maneira em todo o lado, mas dificilmente gerarão confusão, principalmente o substantivo com as outras. Existem no Português mais de cem substantivos que coincidem com formas de verbos, e não me lembro de alguma vez ter compreendido mal ou ter visto alguém compreender mal. Talvez brincadeiras com palavras escolhidas a dedo como não cobres muito por esse cobre que já nada cobre gerem alguma perplexidade inicial. Além do mais falo com o significado de pénis é pouco usado.

Eu tenho a impressão que fá-lo é pouco usado na linguagem informal em Portugal, mas outros portugueses exprimiram aqui a opinião contrária. E depois de consultar um Corpus do Português cheguei à conclusão que fá-lo é muito mais frequente, na escrita, que qualquer outro verbo na mesma conjugação (olha-o vem num distante segundo lugar). Isto é em parte por o verbo fazer ser mais comum que os outros, mas não é só isso: fá-lo ocorre 168 vezes em cada mil ocorrências de fazê-lo enquanto a média para outros verbos é só 91. Curiosamente no Brasil é o contrário: os números correspondentes são 18 para fá-lo e 61 para a média dos outros verbos (os outros verbos que eu vi são trazer, dizer, tomar, apanhar, comer, ver, ouvir, escutar e olhar). Agora isto é na escrita. Na fala poderá ser algo diferente, até porque fá-lo, tal como trá-lo e di-lo são formas irregulares, e há até quem não as saiba bem ou tenha crescido com formas alternativas: faze-o, traze-o e dize-o.

Quanto a substituir fá-lo por o faz, isso é possível no Brasil (exceto na norma culta quando a frase começa pelo verbo), mas não em Portugal. O teu professor está enganado a esse respeito. No exemplo seguinte:

"Quem é que faz o bolo?" pergunta a Ana. "Fá-lo o Miguel, que tem jeito para bolos," sugere o Paulo.

em Portugal não é possível, ou pelo menos nunca ouvi, "O faz o Miguel ..." É possível, pelo menos informalmente, omitir o pronome e dizer "Faz o Miguel..." Noutros contextos, fá-lo pode ser substituído por faz isso:

Alguém tem que que explicar a situação ao tio.

O João fá-lo = o João faz isso.

Mas repito, estas alternativas a fá-lo não resultam do receio de confusão com o substantivo falo. Se fosse assim, o que é que faríamos com o falo de falar. Ainda por cima, neste caso a possibilidade de confusão existiria, não só na fala, mas também na escrita!

| improve this answer | |
  • É interessante as formas trá-lo/di-lo, etc, serem consideradas eruditas. Ao menos no asturiano, estos verbos aparecem com frequência com pronome direito enclítico: failo (fá-lo), dizlo (di-lo). É simplesmente que os luso-falantes evitem os pronomes em geral nestas situações (seja o verbo o que for)? – user0721090601 Sep 4 '15 at 13:48
  • 1
    Erudito é uma força de expressão (e não existe um forma "popular" alternativa). São pouco usadas na linguagem informal. Talvez por esses verbos, fazer, trazer e dizer, terem um conjugação irregular. Já com verbos regulares o a conjugação pronominal me parece mais comum come-o, mata-o, apanha-o. Mas tem em conta que outro português, @JorgeB. diz que usa fá-lo frequentemente. Mas podes usá-lo à vontade, que ninguém, mas ninguém, vai pensar que estás a fazer alusões impróprias. – Jacinto Sep 4 '15 at 13:56
  • Se fizerem um estudo a respeito, acho que 90% da população brasileira não conhece o significado "pênis" para a palavra "falo". Vinte milhões de brasileiros (10% da população) devem saber. – Centaurus Sep 4 '15 at 15:54
  • @Centaurus lol não me admiraria que se obtivesse o mesmo resultado em Portugal. – Jacinto Sep 4 '15 at 16:16
  • 1
    Não sei em que círculos se movem em que "fá-lo" possa alguma vez ser considerado erudito. Entre pessoas com menos educação às vezes ouve-se "faze-o" (mas é curioso que a forma mais culta é "quere-o", não "qué-lo"), mas de resto toda a gente diz "fá-lo", ou quando muito substitui por qualquer coisa como "faz isso". – Artefacto Sep 4 '15 at 19:21
8

Primeira pergunta: pelo menos no Brasil, as três são pronunciadas exatamente da mesma maneira. Creio que o mesmo valha para Portugal, mas não tenho certeza.

No caso do português brasileiro, tanto o substantivo "falo" quanto a forma "fá-lo" são bastante incomuns em fala corriqueira, e diria que a maioria das pessoas não associaria esses sons a algo além do verbo "falar" na primeira pessoa do presente do indicativo. Dessa forma, sim, provavelmente alguma confusão pode ocorrer. Porém, acho pouco provável que "falo" fosse entendida como o substantivo, especialmente se usada num contexto onde o verbo é óbvio. Pelo contrário: se alguém usasse esse som num sentido diferente do verbo, provavelmente o faria num contexto onde o sentido desejado fosse muito evidente.

| improve this answer | |
  • 1
    Mesmíssima coisa em Portugal. – Jacinto Sep 4 '15 at 8:06
  • onde o sentido desejado fosse muito evidente... isso foi o que ela disse! – ANeves thinks SE is evil Feb 17 '16 at 18:41

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.