48

Já li varias explicações sobre a diferença entre os termos, porém muitas vezes elas deixam espaços para entendimentos diferentes e/ou não têm uma explicação sucinta sobre a forma correta de empregar os diversos porques. Por isso gostaria de uma explicação que preencha essas lacunas.

Também é importante reparar que existem diferenças entre o uso dos "por ques" no português europeu e no português brasileiro.

  • 5
    Por que se usa "por quê" com acento ao final de perguntas? Não sei porque, mas, deve haver um porquê. – Molx Jul 16 '15 at 2:20
  • 1
    Essa pergunta poderia ser expandida com explicações que levassem em conta a morfologia das palavras. – Gabriel Jul 16 '15 at 3:19
  • @Molx foi um ótimo exemplo – RodrigoBorth Sep 18 '15 at 20:52
27
+100

É importante referir que esta dúvida não é tão pertinente em português europeu/de Portugal como no Brasil, porque em Portugal, as expressões não se leem da mesma maneira: "por que" e "porque" leem-se da mesma maneira, e "por quê" (que não se usa) e "porquê" leem-se da mesma maneira, mas os dois grupos são pronunciados de formas diferentes entre si.


EM PORTUGUÊS DO BRASIL:


Por que

Usado para perguntas.

Por que temos que fazer novas perguntas?

Porque

Usado para respostas.

Porque novas perguntas fazem aparecer novas respostas.

Por quê

Usado antes de uma pontuação interrogativa para fazer uma pergunta. Equivalente a "por qual motivo?"

Estamos com poucas perguntas. Por quê?

Porquê

Para se referir a uma explicação.

Às vezes não me respondem, e não entendo o porquê.


EM PORTUGUÊS EUROPEU/DE PORTUGAL:


Por que

Pode ser utilizado de modo relativo

Este é o motivo por que aqui estamos. = Este é o motivo pelo qual aqui estamos.

ou interrogativo

Por que motivo trouxeste isso?

Por quê

Não se usa para indicar causalidade ou uma explicação, apenas noutros sentidos:

Lutamos por quê (=por que causas) hoje em dia?

Porque

Pode ser utilizado enquanto advérbio interrogativo, de modo a que seja equivalente à expressão "por que motivo"

Porque chegaste atrasada? = Por que motivo chegaste atrasada?

ou conjunção causal, de modo a que seja equivalente à expressão "visto que"

Hoje tive que faltar porque houve greve de metro. = Hoje tive que faltar visto que houve greve de metro.

Porquê

Pode ser utilizado enquanto substantivo

Não entendo o porquê de me estares a tratar assim.

ou em interrogativas (directas ou indirectas)

Porquê?
Chegámos tão tarde porquê?
Perguntei-te porquê.

Referência


Wiki:

Como essa pergunta estava sem uma resposta completa para as variações principais do português, e nenhuma das duas respostas até então estaria completa sem a outra, e sem ignorar as boas respostas dadas pelo jnat e pelo Cigano Morrison Mendez, adicionei essa resposta como wiki.

  • Acho que não ganhas o bounty com a resposta "community wiki. – Jorge B. Jul 21 '15 at 13:12
  • +1 logo com a introdução – Jorge B. Jul 21 '15 at 13:12
  • 4
    Méritos ao Jnat pela introdução, só fiz um ajuste, e a intenção não é o bounty, apenas uma resposta completa :) – LucasMotta Jul 21 '15 at 13:29
  • 2
    @CiganoMorrisonMendez O objectivo do acordo não é o de unificar a língua, é unificar a ortografia. De qualquer modo, esta resposta não vai deixar de fazer sentido porque se prende à gramática, e não à ortografia. – JNat Jul 24 '15 at 10:00
  • 1
    O porquê também é substantivado no Brasil, apenas não foi mencionado. – Carlos Jul 29 '15 at 22:08
27

Em português do Brasil:

Por que

Usado para perguntas.

Por que temos que fazer novas perguntas?

Porque

Usado para respostas.

Porque novas perguntas fazem aparecer novas respostas.

Por quê

Usado antes de uma pontuação interrogativa para fazer uma pergunta. Equivalente a "por qual motivo?"

Estamos com poucas perguntas. Por quê?

Porquê

Para se referir a uma explicação.

Às vezes não me respondem, e não entendo o porquê.

  • 8
    o porquê pode ser sempre substituído por o motivo – Wallace Maxters Jul 14 '15 at 18:39
  • 2
    @CiganoMorrisonMendez acho que deverias referenciar como português do Brasil – Jorge B. Jul 20 '15 at 16:39
  • 2
    @CiganoMorrisonMendez não viste a resposta do JNat? – Jorge B. Jul 20 '15 at 16:40
  • 2
    Eu nunca na minha vida vi sequer "por quê" escrito em lado nenhum. – Jorge B. Jul 20 '15 at 16:41
  • 3
    @CiganoMorrisonMendez A língua não foi unificada. Alterou-se a ortografia de muitas palavras, de maneira a que se reduza a diferença entre os dois dialectos, mas continuam a ser dois dialectos diferentes. Nós continuamos a escrever "de facto", entre outros casos. O acordo é ortográfico, portanto continuam a haver nuances na composição gramatical que diferem de um dialecto para o outro. – JNat Jul 21 '15 at 11:27
21

É importante referir que esta dúvida não é tão pertinente em português europeu/de Portugal, porque as expressões não se lêem todas da mesma maneira: por que e porque lêem-se da mesma maneira, e por quê (que não se usa em português de Portugal) e porquê lêem-se da mesma maneira, mas os dois grupos são diferentes entre si.


Em português europeu/de Portugal:

Por que

Pode ser utilizado de modo relativo, em qualquer frase onde que possa ser substituído por o/a qual, os/as quais

Este é o motivo por que aqui estamos. = Este é o motivo pelo qual aqui estamos.

ou interrogativo

Por que motivo trouxeste isso?

Por quê

Não se usa, de todo. Veja-se esta página.

Porque

Pode ser utilizado enquanto advérbio interrogativo, de modo a que seja equivalente à expressão por que motivo

Porque chegaste atrasada? = Por que motivo chegaste atrasada?

ou conjunção causal, de modo a que seja equivalente à expressão visto que

Hoje tive que faltar porque houve greve de metro. = Hoje tive que faltar visto que houve greve de metro.

Porquê

Pode ser utilizado enquanto substantivo

Não entendo o porquê de me estares a tratar assim.

ou em interrogativas (directas ou indirectas)

Porquê?
Chegámos tão tarde porquê?
Perguntei-te porquê.


Em português do Brasil:

Por que

Pode ser utilizado de modo relativo, à semelhança do português de Portugal, em qualquer frase onde que possa ser substituído por o/a qual, os/as quais

O caminho por que devo passar. = O caminho pelo qual devo passar.
A razão por que assim procedi. = A razão pela qual assim procedi.

bem como enquanto locução, em perguntas, do mesmo modo que o advérbio interrogativo porque em português de Portugal, uma vez que se subentende razão, motivo, etc.

Por que chegou tarde? = Por que motivo chegou tarde?

Por quê

De acordo com esta página, citando Domingos Paschoal Cegalla, usa-se "por quê no final da frase ou depois de pausa acentuada, devendo-se acentuar o que por ser, nesses casos, palavra tônica:"

Os dois se hostilizam por quê?
Interrogados, não quiseram dizer por quê.
Estava no meio daquela multidão sem saber por quê.
"Se considerava onipotente: não sabia por quê, mas ele acabaria por vencer, achava" (Autran Dourado, "Monte da Alegria", p.143)

Sendo, portanto, equivalente ao porquê do português de Portugal (exceptuando o facto de não poder ser utilizado enquanto substantivo).

Porque

Ao contrário do português de Portugal, só pode ser utilizado enquanto conjunção causal, podendo também ser substituída por visto que

Fiquei calada, porque não tinha nada para dizer. = Fiquei calada, visto que não tinha nada para dizer.

Porquê

É utilizado somente enquanto substantivo

É incompreensível o porquê desta discussão.


Mais algumas referências: 1, 2, 3, 4 (em relação ao português de Portugal), 5, 6.

  • JNat então é diferente em pt_PT e pt_BR? – Jorge B. Jul 16 '15 at 8:32
  • 5
    É. O "por que" não se usa exactamente da mesma maneira, e o "por quê" não se utiliza em português europeu. – JNat Jul 16 '15 at 9:58
  • É "Porque é que" ou "Por que é que"? – Jorge B. Jul 21 '15 at 11:20
  • 1
    Dependerá do português que está a ser usado: em português do Brasil, por que subentende razão ou motivo, podendo então usar-se Por que [motivo] é que; em português de Portugal seria Porque é que, a não ser que se introduza o motivo subentendido no português do Brasil: Por que motivo é que... – JNat Jul 21 '15 at 14:33
  • 1
    Esta é para mim a melhor resposta. Mas eu preferiria uma organização por temas em vez de por país: e.g. 1) porquê substantivo (P + B) exemplos; 2) porquê (P)/ por quê (B), choraste porquê? (P) /choraste por quê? (B); etc. Mas pronto, eu tenho preferência pela visão global, ptPT e ptBR; outros poderão estar mais interessados numa ou noutra variante. – Jacinto Jun 10 '16 at 18:04
1

Esta resposta não difere, creio, da do JNat no que toca à substância, mas está organizada por tema, e não por país, explicando as diferenças entre o Brasil e Portugal (doravante B e P) apenas onde elas existam (basicamente, nalguns casos escreve-se por e que/quê separados no Brasil, enquanto em Portugal é tudo junto). Creio que nos países africanos a norma é igual à de Portugal.

1. Porque (P & B), conjunção

Pode introduzir causa ou motivo:

Ele não veio cá porque está doente.

Ele não veio cá porque não quis.

Ou uma explicação, sendo neste caso substituível por pois, já que, visto que, etc.:

Ele não veio cá, porque eu estive aqui o dia todo e não o vi.

2. Por que (P & B), preposição + pronome relativo

‘Pelo/a qual’:

Chegou o momento por que todos esperávamos.

Desconheço os princípios por que te guias.

3. Por que (P & B), preposição + determinante

‘Por qual’:

Por que razão não veio ele?

Por que carga de água não queres tu convidá-lo?

4. (B) Por que / (P) Porque, advérbio interrogativo

‘Por que razão, motivo ou causa’

(B) Por que não me contaste? / (P) Porque não me contaste?

É frequentemente reforçado por é que (ver esta pergunta):

(B) Por que é que não me contaste? / (P) Porque é que não me contaste?

5. (B) Por quê? /(P) Porquê? advérbio interrogativo

Usado em fim de frase ou isoldamente, ‘por que razão, motivo ou causa’:

(B) Ele não veio por quê?/(P) Ele não veio porquê?

Ana: Não quero ir!
Bruno: (B) Por quê?!/(P) Porquê?!

Em Portugal (ver esta pergunta) aparece também no meio de frases sem verbo finito (no Brasil usa-se o por que do ponto 4; ver esta outra pergunta relacionada):

(P) Porquê esperar mais?/(B) Por que esperar mais?

Ana: Preciso de uma agulha azul.
Bruno: (P) Porquê azul?/(B) Por que azul?

Na verdade não existe diferença semântica entre 4 e 5. Existe é diferença na entoação da frase. O que (separado ou não do por) é átono; o quê (separado ou não do por) é tónico, pronunciado com mais ênfase, e por isso leva acento circunflexo. Não sei quão percetível é esta diferença na fala, porque em Portugal há uma diferença ainda maior que facilita tudo: por que ou porque é pronunciado como se fosse purc (/'puɾk/ ou /'puɾkɨ/ no alfabeto fonético internacional; podem ouvir no Forvo, logo o usuário aimae) enquanto por quê (que não se usa) ou porquê é pronunciado como no Brasil (/puɾ'ke/).

6. Porquê (P & B), substantivo masculino

Significa ‘razão, motivo, causa’:

Não sei o porquê de tanta raiva.

Leitura adicional

Cláudia Pinto em Dúvida Linguística (FLiP; Priberam). Está centrado no português de Portugal, com um nota no fim sobre as diferenças ortográficas entre Portugal e Brasil.

Your Answer

By clicking “Post Your Answer”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged or ask your own question.