3 added 2 characters in body
source | link

Discordando da resposta de @Jorge B, eu não vejo "i.e." como uma abreviatura a ser usada em situações informais. Embora sirva como abreviatura para "isto é", na verdade é uma expressão em Latim que representa "id est". Em português a abreviatura de "id est" coincide com a abreviatura da tradução, "isto é". No entanto, a expressãoabreviatura é usada em outras línguas, e em Inglês talvez até mais frequentemente do que em português. Nesse caso, "id est" seria traduzida por "that is", e fica claro que "i.e." não é uma abreviatura de "isto é".

Sendo uma abreviatura cujo significado é desconhecido pela maioria da população brasileira, seu uso em situações informais como emails, cartas para amigos, bilhetes, recados, etc, mesmo que reconhecida pelo destinatário, é pedante quando se pode perfeitamente escrever "isto é", "ou seja", "quero dizer", digo, etc. "Id est", a meu ver, tem o mesmo grau de formalidade que "ad hoc" ou "ad lib" e o uso da abreviatura não seria menos formal.

Discordando da resposta de @Jorge B, eu não vejo "i.e." como uma abreviatura a ser usada em situações informais. Embora sirva como abreviatura para "isto é", na verdade é uma expressão em Latim que representa "id est". Em português a abreviatura de "id est" coincide com a abreviatura da tradução, "isto é". No entanto, a expressão é usada em outras línguas, e em Inglês talvez até mais frequentemente do que em português. Nesse caso, "id est" seria traduzida por "that is", e fica claro que "i.e." não é uma abreviatura de "isto é".

Sendo uma abreviatura cujo significado é desconhecido pela maioria da população brasileira, seu uso em situações informais como emails, cartas para amigos, bilhetes, recados, etc, mesmo que reconhecida pelo destinatário, é pedante quando se pode perfeitamente escrever "isto é", "ou seja", "quero dizer", digo, etc. "Id est", a meu ver, tem o mesmo grau de formalidade que "ad hoc" ou "ad lib" e o uso da abreviatura não seria menos formal.

Discordando da resposta de @Jorge B, eu não vejo "i.e." como uma abreviatura a ser usada em situações informais. Embora sirva como abreviatura para "isto é", na verdade é uma expressão em Latim que representa "id est". Em português a abreviatura de "id est" coincide com a abreviatura da tradução, "isto é". No entanto, a abreviatura é usada em outras línguas, e em Inglês talvez até mais frequentemente do que em português. Nesse caso, "id est" seria traduzida por "that is", e fica claro que "i.e." não é uma abreviatura de "isto é".

Sendo uma abreviatura cujo significado é desconhecido pela maioria da população brasileira, seu uso em situações informais como emails, cartas para amigos, bilhetes, recados, etc, mesmo que reconhecida pelo destinatário, é pedante quando se pode perfeitamente escrever "isto é", "ou seja", "quero dizer", digo, etc. "Id est", a meu ver, tem o mesmo grau de formalidade que "ad hoc" ou "ad lib" e o uso da abreviatura não seria menos formal.

2 added 172 characters in body
source | link

Discordando da resposta de @Jorge B, eu não vejo "i.e." como uma abreviatura a ser usada em situações informais. Embora sirva como abreviatura para "isto é", na verdade é uma expressão em Latim que representa "id est". Em português a abreviatura de "id est" coincide com a abreviatura da tradução, "isto é". No entanto, a expressão é usada em outras línguas, e noem Inglês talvez até mais frequentemente do que em português. Nesse caso, onde"id est" seria traduzida por "that is", e fica claro que "i.e." não é uma abreviatura de "isto é".

Sendo uma expressão desconhecidaabreviatura cujo significado é desconhecido pela maioria da população brasileira, seu uso em situações informais como emails, cartas para amigos, bilhetes, recados, etc, mesmo que reconhecida pelo destinatário, ficariaé pedante quando se pode perfeitamente escrever "isto é", "ou seja", "quero dizer", digo, etc. "Id est", a meu ver, tem o mesmo grau de formalidade que "ad hoc" ou "ad lib" e o uso da abreviatura não seria menos formal. 

Discordando da resposta de @Jorge B, eu não vejo "i.e." como uma abreviatura a ser usada em situações informais. Embora sirva como abreviatura para "isto é", na verdade é uma expressão em Latim que representa "id est". Em português a abreviatura de "id est" coincide com a abreviatura da tradução, "isto é". No entanto, a expressão é usada em outras línguas, e no Inglês talvez até mais do que em português, onde seria traduzida por "that is", e fica claro que "i.e." não é uma abreviatura de "isto é".

Sendo uma expressão desconhecida pela maioria da população brasileira, seu uso em situações informais como emails, cartas para amigos, bilhetes, recados, etc, mesmo que reconhecida pelo destinatário, ficaria pedante quando se pode perfeitamente escrever "isto é", "ou seja", "quero dizer", digo, etc.

Discordando da resposta de @Jorge B, eu não vejo "i.e." como uma abreviatura a ser usada em situações informais. Embora sirva como abreviatura para "isto é", na verdade é uma expressão em Latim que representa "id est". Em português a abreviatura de "id est" coincide com a abreviatura da tradução, "isto é". No entanto, a expressão é usada em outras línguas, e em Inglês talvez até mais frequentemente do que em português. Nesse caso, "id est" seria traduzida por "that is", e fica claro que "i.e." não é uma abreviatura de "isto é".

Sendo uma abreviatura cujo significado é desconhecido pela maioria da população brasileira, seu uso em situações informais como emails, cartas para amigos, bilhetes, recados, etc, mesmo que reconhecida pelo destinatário, é pedante quando se pode perfeitamente escrever "isto é", "ou seja", "quero dizer", digo, etc. "Id est", a meu ver, tem o mesmo grau de formalidade que "ad hoc" ou "ad lib" e o uso da abreviatura não seria menos formal. 

1
source | link

Discordando da resposta de @Jorge B, eu não vejo "i.e." como uma abreviatura a ser usada em situações informais. Embora sirva como abreviatura para "isto é", na verdade é uma expressão em Latim que representa "id est". Em português a abreviatura de "id est" coincide com a abreviatura da tradução, "isto é". No entanto, a expressão é usada em outras línguas, e no Inglês talvez até mais do que em português, onde seria traduzida por "that is", e fica claro que "i.e." não é uma abreviatura de "isto é".

Sendo uma expressão desconhecida pela maioria da população brasileira, seu uso em situações informais como emails, cartas para amigos, bilhetes, recados, etc, mesmo que reconhecida pelo destinatário, ficaria pedante quando se pode perfeitamente escrever "isto é", "ou seja", "quero dizer", digo, etc.